Seguidores

sábado, 13 de junho de 2009

Ser feliz


Faça o que for necessário para ser feliz. Mas não se esqueça que a felicidade é um sentimento simples, você pode encontrá-la e deixá-la ir embora por não perceber sua simplicidade. (Mário Quintana)




Preciso de tempo para ser feliz,
Problemas que não acabam!
Chega, cansei, quero resolver
E ser, como se diz, feliz.




Tudo tem seu tempo, eu sei,
Mas cansei. Ah, esse amor,
Que não vem.
Quem? Alô, Alô...




É você, não esperava.
Ok. Que piada!
O jeito é
Dar muita risada!




Está difícil? Eu sei.
Problemas,é fria!
Dá um tempo,
Para ser feliz
Sorria e siga.




Com o tempo vamos percebendo que para ser feliz, não é tão complicado, é até fácil! É só sabermos viver certo, viver com amor. Temos problemas? Claro! Quem não tem, mas isso não pode impedir de sermos felizes, os problemas vão e voltam, é vida, sem eles não conseguiríamos nos conhecer, às vezes esses chamados “problemas” são o que nos fazem aprender. E a vida é assim, estamos aprendendo o tempo todo. Augusto Cury diz, “Ser feliz é reconhecer que vale a pena viver, apesar de todos os desafios, incompreensões e períodos de crise. Ser feliz é deixar de ser vítima dos problemas e se tornar um autor da própria história.”




Para sermos felizes precisamos amar?






Primeiro precisamos sentir amor por nós mesmos, pois só assim abriremos o coração para receber o amor de alguém. Pois tudo começa com amor próprio. Seja feliz, entregue-se, amar é muito bom!



Não é correspondido? Paciência! Percebe-se que aquele que você ama (ou acha que ama) e que não quer nada com você, na verdade, ele não te merece, e este “alguém” não faz parte de sua vida. Carlos Drumond de Andrade diria que “O certo seria não sofrermos por amor, apenas agradecer por termos conhecido uma pessoa tão bacana, que gerou em nós um sentimento intenso e que nos fez companhia por um tempo razoável, um tempo feliz.”



Não tenha medo de amar. E lembre-se sempre, você merece o amor.



Ser feliz é estar sempre sorrindo?


Sorrir, rir, gargalhar, nos faz feliz. É ter bom humor, é apreciar a vida com mais leveza. “No dia-a-dia, pelo amor de Deus, seja idiota! Ria dos próprios defeitos. E de quem acha defeitos em você. Ignore o que o boçal do seu chefe disse. Pense assim: quem tem que carregar aquela cara feia, todos os dias, inseparavelmente, é ele. Pobre dele.” (Arnaldo Jabur)

Sorri quando a dor te torturar

E a saudade atormentar

Os teus dias tristonhos vazios

Sorri quando tudo terminar

Quando nada mais restar

Do teu sonho encantador

Sorri quando o sol perder a luz

E sentires uma cruz

Nos teus ombros cansados doridos

Sorri vai mentindo a sua dor

E ao notar que tu sorris

Todo mundo irá supor

Que és feliz

Charles Chaplin

Seja otimista em relação a sua vida, ela vale ouro, você só tem uma, então porque não tratá-la bem, com pensamentos positivos e esperançosos. Seja feliz, não importa o quão difícil seja uma situação, tenha sempre em mente que você pode vencê-la e superá-la. “Sonhe com aquilo que você quiser.Seja o que você quer ser, porque você possui apenas uma vida e nela só se tem uma chance de fazer aquilo que se quer. (Clarice Lispector)

Hoje não foi um dia comum. Acordei triste. Assim, olhar baixo, sem vontade de conversar, pros cantos.
Tentando analisar minha vida! E nem psicóloga ou psiquiatra sou! Bom, vamos lá...

Pensei nos problemas e que nem são tantos assim! Então me fiz algumas perguntas: O que você quer? Quero ser feliz.

Bom, problemas a resolver, quer ser feliz e não sabe por onde começar! Certo, vamos listá-los.

Fiquei pensando, que problemão agora! Cadê os benditos problemas? Só se for os de matemática que tenho que preparar para a aula de amanhã!
Se não são os problemas, será causa de coração partido?
Pode ser, quando me sinto só fico triste, meio carente sabe!
Hum, e você está sofrendo?
Não, não é isso. Eu acho que por ficar assim, deve ser por causa do amor, quero dizer, a falta dele!
E você quer um novo amor?
Não pensei muito sobre isso, apareceram sabe alguns pretendentes, mas não deu química.

Isto é vida, coisas assim acontecem o tempo todo. Não fique olhando para trás com pesar, olhe com cuidado e sinta que o que passou, se foi bom ou ruim, você viveu, você aprendeu. Não podemos esquecer, e sim entender.

É verdade, temos que pensar no futuro também, e com muito carinho.

Hoje, neste tempo que é seu, o futuro está sendo plantado. Suas escolhas, os amigos que você cultiva, as leituras que você faz, os valores que você abraça, os amores que você tem, tudo será determinante para o seu futuro e sua felicidade.

FELICIDADE REALISTA

De norte a sul, de leste a oeste, todo mundo quer ser feliz. Não é tarefa das mais fáceis. A princípio, bastaria ter saúde, dinheiro e amor, o que já é um pacote louvável, mas nossos desejos são ainda mais complexos.

Não basta que a gente esteja sem febre: queremos, além de saúde, ser magérrimos, sarados, irresistíveis. Dinheiro? Não basta termos para pagar o aluguel, a comida e o cinema: queremos a piscina olímpica, a bolsa Louis Vitton e uma temporada num spa cinco estrelas. E quanto ao amor? Ah, o amor... não basta termos alguém com quem podemos conversar, dividir uma pizza e fazer sexo de vez em quando. Isso é pensar pequeno: queremos AMOR, todinho maiúsculo. Queremos estar visceralmente apaixonados, queremos ser surpreendidos por declarações e presentes inesperados, queremos jantar à luz de velas de segunda a domingo, queremos sexo selvagem e diário, queremos ser felizes assim e não de outro jeito.

É o que dá ver tanta televisão. Simplesmente esquecemos de tentar ser felizes de uma forma mais realista. Por que só podemos ser felizes formando um par, e não como ímpares? Ter um parceiro constante não é sinônimo de felicidade, a não ser que seja a felicidade de estar correspondendo às expectativas da sociedade, mas isso é outro assunto. Você pode ser feliz solteiro, feliz com uns romances ocasionais, feliz com três parceiros, feliz sem nenhum. Não existe amor minúsculo, principalmente quando se trata de amor-próprio.

Dinheiro é uma benção. Quem tem, precisa aproveitá-lo, gastá-lo, usufruí-lo. Não perder tempo juntando, juntando, juntando. Apenas o suficiente para se sentir seguro, mas não aprisionado. E se a gente tem pouco, é com este pouco que vai tentar segurar a onda, buscando coisas que saiam de graça, como um pouco de humor, um pouco de fé e um pouco de criatividade.

Ser feliz de uma forma realista é fazer o possível e aceitar o improvável. Fazer exercícios sem almejar passarelas, trabalhar sem almejar o estrelato, amar sem almejar o eterno. Olhe para o relógio: hora de acordar. É importante pensar-se ao extremo, buscar lá dentro o que nos mobiliza, instiga e conduz, mas sem exigir-se desumanamente. A vida não é um game onde só quem testa seus limites é que leva o prêmio. Não sejamos vítimas ingênuas desta tal competitividade. Se a meta está alta demais, reduza-a. Se você não está de acordo com as regras, demita-se. Invente seu próprio jogo.

Martha Medeiros

Autores citados: Mário Quintana, Carlos Drumond de Andrade , Charles Chaplin, Clarice Lispector, Martha Medeiros, Arnaldo Jabur.

Débora F