Seguidores

quarta-feira, 25 de novembro de 2009

A dama de vermelho


A dama de vermelho

Luzes vislumbram o âmago do esplendor,
Matizes refletem sonhos e anseios,
Uma dama perdida, contida perante a imensidão.
Noite decisiva, noite obscura.
Um segredo do coração, paixão desmedida.
A dama e o corsário.
Suave nuance perpetuam o luar,
Doce melodia inspira os amantes
À dança do amor.
Procurando você, impetuoso e irresistível pirata.
Paixão ao alcance do olhar, acoplado ao coração.
Poucos lances a aproximar-me... Passos para o amor.
Refém dos desejos meus, presa aos beijos seus.
Paixão fugaz deste corsário, amor meu...
Presente em meus sonhos, fugitivo de meus encantos.
Ironias do amor... Esse coração nunca esquece.
Cativa do coração, aprisionada a você meu amor.
Dama de vermelho que se afasta, percebe...
Paixão transparece como as nuances do arco-íris.
Refletindo no vermelho de suas vestes...
A força de um desejo,
A força de um olhar,
A força de uma conquista...
Amante indomável,
Um homem, um enigma...
Nós dois... A paixão caiu como a fúria de um ciclone.
Esperando você, intenso e prófugo pirata.
Esperando...

Débora F.
Crédito das imagens: Google