Seguidores

quarta-feira, 15 de abril de 2009

Relacionamento



Traição


Muitas pessoas se sentem num abismo quando descobrem que estão sendo traídas. Abismo este que se não colocar os pés no chão e pensarem com calma acabam caindo, e, tão fundo que não há como emergir.




O que fazer?
Traição, então...
Acabou a afeição,
Foi-se o amor,
Ou não.


"Converse com ele e descubra os motivos que o levaram a trair você", sugere a terapeuta de casais Nira Lopes Acquaviva. Só assim você poderá decidir se o perdoa ou não.”



Aquela amiga


Percebe-se que em muitos relacionamentos, o fim é ocasionado em consequência de uma amiga. A chamada amiga da onça.


Onça amiga,
Tu és confidente
Tu és querida
Mas na verdade,
És meu amor...
Que tu admiras.


Tipos da amiga da onça:

>> Camaleoa Quer tudo que você tem - inclusive seu marido. Usa a mesma tintura que você, compra roupas na mesma loja e, na surdina, vai copiando seus gostos, perguntando coisas como: "Que cheiro bom! Trocou de perfume?".


>> Vela Não se incomoda em sair a três, mesmo quando é convidada só por educação.


>> Sonhadora Vive dizendo o quanto você e seu marido formam um casal perfeito e confessa que adoraria ter um marido assim.


>> Do contra É o oposto da sonhadora: não perdoa nenhum defeito do seu marido. Essa atitude pode ser um truque para disfarçar o que ela sente por ele. ( M de mulher – revista)


Brigar por qualquer motivo


“Você deixou a tampa do vaso levantada! Vai dormir no sofá!!!!.”
Uma relação onde há muita discussão, e por motivos fúteis, não tem como dar certo. Quem em sua sã consciência agüentaria ficar assim? Brigas, brigas...
O que fazer? Oras! Vamos nos sentar e conversar sobre quais os comportamentos dele (La) que te incomodam. Ninguém é perfeito.


Perfeição é ilusão,
Quero você
Do seu jeito,
Mas...
Será que há um meio!?
Mudar para relaxar!



Caiu na rotina

Cair na rotina é um habito em que muitos casais passam. O mesmo marasmo acontece por falta de empenho e criatividade. Fazer com que novidades aconteçam para que o amor floresça.



Arroz, feijão
Ah! Não...
De novo
A mesma coisa...
Nãoooooooo!

O tesão acabou

Voltando a citar a rotina. Então, as mesmas coisas todos os dias, o tesão pela pessoa amada diminui.
"Passar muitos anos ao lado da mesma pessoa não precisa ser sinônimo de sexo intenso o tempo todo", diz a psicóloga norte-americana Tracey Cox, autora do livro Consultório Sexual (ed. Matrix).


Inovar,
Para o amor
Não acabar.
Esquentar a relação,
Aquece o coração.



Eu sou muito ciumento (a)

Percebe-se que o ciúme é causa de muitos términos de relacionamento. Eu sinto ciúmes, por que eu amo, mas não há nenhum tipo de prisão ou confrontos... Eu confio nele(a). É considerado leve, sem nenhuma causa obsessiva.
Segundo a psicóloga clínica Mariagrazia Marini, o ciúme apresenta caráter instintivo e natural, sendo também marcado pelo medo, real ou irreal, de se perder o amor da pessoa amada. O ciúme está relacionado com a falta de confiança no outro ou em si próprio e, quando é exagerado, pode tornar-se patológico e transformar-se em uma obsessão.
Se o seu ciúme está fora de controle, procure um psicólogo.


Não vá,
Não saia,
Jogo nem pensar!
Você me ama, jura!?
Promete,
Só comigo,
Não, não...
Não quero que você
Tome banho!
Sou dono.

Fui traída, ele não me ama. To fora!

Ele e minha amiga me traíram. Ela não é amiga, e ele não me ama. To fora.

Nós brigamos muito. Quero paz. To fora.

Virou rotina. Inovou... Pode ser! Ficou na mesma. To fora.

Acabou o tesão. Reacendeu a chama, pode ser! Ficou na mesma. To fora.

Tem ciúmes? Sádio, pode ser. Doente. To fora.



Débora F.