Seguidores

sexta-feira, 25 de maio de 2012

Liberdade



Liberdade


Estava presa, trancafiada há muito tempo. Não eram grades que me mantinham ali, estava numa redoma, incrivelmente invisível, mas que me mantinha estagnada, imóvel em meu próprio cárcere.
Dessa redoma eu podia ver o mundo, interagir com ele. Mas eu fazia conforme seu desejo, suas vontades.
Ele cuidava de mim, me mantinha segura. Dizia-me o que era certo e o que era errado. Sua voz era um cântico onde eu submissa aos cuidados seus, o ouvia atentamente.
Ele, sob sua aparência enganadora me dirigia, me levava aos encantos seus. A redoma era seu manto, a camuflagem perfeita.
Um dia, enfadada de ficar nesse mundo só meu, sendo cuidada por um carcereiro que só sabia me conduzir, resolvi me rebelar.
A redoma era árdua, inabalável...
Mas eu era mais, neste momento eu me tornei mais forte, inflexível. O empurrei, não com minha força física, mas com a força de meus sentimentos, de meus anseios, de minha vontade de viver, de ser feliz, não só por um momento, mas completamente feliz para sempre, nem que eu própria tenha que transformar minha vida em um eterno CONTO DE FADAS.
Neste momento, meu pobre carcereiro sumiu como por encanto, ele provou a maçã, ele tomou a poção que o levaria para sempre.
Essa redoma que há muito me governava, era somente o “Medo” que estivera sempre presente em minha acomodada vida.
Liberdade, liberdade... A mais linda palavra que agora faz parte de minha existência.
Determinei neste instante, caminhar, voar alto, ultrapassar obstáculos, escalar montanhas, pular de pára-quedas, nadar nua, cantar numa boate, atravessar a rua para comprar uma simples coca-cola... Eu só quero ousar, me encontrar e se for para fazer algumas loucuras, tudo bem, eu não mais receio, aquele “medo” sumiu! Confesso que ainda tenho um pouco, mas não é o mesmo que me fazia de boba e não me deixava viver. É um medinho leve, que faz parte de mim.
Agora eu sou uma pessoa melhor, me encontrei, me aceitei, amo e sou amada.
Todos os dias quando abro meus olhos para o lindo amanhecer, agradeço a Deus por minha vida, por mais um dia.
Levanto-me e olho no espelho, e me vejo, como realmente eu sou... Simplesmente uma mulher que agora sabe viver. Que possui algumas cicatrizes, mas que hoje entende que em toda história há seus momentos de dor, mas também de felicidade e o deleite do prazer.
Ao caminho do trabalho, já não fecho os olhos, agora eu não só olho, como vejo, aprecio todos os encantos da natureza, todas as pessoas que passam por mim e que um simples bom dia faz o meu dia mais próspero.
Desempenho minhas atividades profissionais, não porque sou obrigada, mas porque gosto, amo estar ali, onde o lugar me aceita, as pessoas me acolhem e eu... Sou grata.
Quando estava presa... Eu não conhecia o que era sorrir, amar, sonhar, agradecer. O medo de conviver era o que me deixava alheia ao mundo.
Hoje eu me aceito,
Hoje eu acredito em mim,
Hoje eu sei agradecer,
Hoje eu me cuido,
Hoje eu tenho cuidados com o meu próximo,
Hoje eu tenho mais amigos,
Hoje eu adoro o nascer do sol,
Hoje eu amo o anoitecer,
Hoje eu amo viver,
Hoje eu amo,
Hoje eu sou feliz...
Amanhã, serei muito mais.


Débora F.
Crédito das imagens: Google